Eu sou a Lenda e Sebastião Salgado

esl01

Eu sou a Lenda, faz algum tempo que tinha assistido, porém hoje consegui ver em melhores condições, afinal, baixar filme da internet não tem qualidade nenhuma, hoje foi em DVD e num som bem melhor do que aquelas caixinhas.

O filme tem efeitos visuais muito interessantes, ver Nova Iorque a partir de um vírus ser mostrada em ruínas é MUITO assustador, porém algo bateu no filme, o vírus foi criado em 2009 e esse se vocês não se esqueceram, foi o ano da gripe do porco, curioso heim? Porém a salvação do mundo vem em 2012 e novamente aparece uma curiosidade, mais um filme sobre o fim do mundo “2012”.

Agora, depois dos efeitos visuais, a fotografia do filme é ótima, com uma pequena falha, um erro de temperatura de cor, erro bobo, porém acaba com a sensação de realidade criada.

O ponto forte da fotografia, são cenas de contra luz e junto comecei a me lembrar de “professores” de fotografia dizendo que é um inacreditável erro fotografar dessa maneira, comecei a tentar resgatar algum fotografo que faça bem esse trabalho, para tentar negar esses professores e é claro, o senhor do contra luz, Sebastião Salgado, incrível, é o melhor nesse aspecto e me lembro de uma de suas justificativas por fazer assim, Salgado ainda garoto e de pele muito clara evitava brincar em dias de muito Sol e vias seus amigos apenas pelo contra luz.

g2_7salgado04

O porquê desse contra luz ser tão rejeitado por esses professores!? Porque é MUITO difícil fazer! Exatamente e novamente, se não sei fazer, falo para meus alunos que é errado. Bom, eu nunca consegui fazer perto do que Salgado faz trazer esse contra luz com tantos detalhes na sombra e com um céu de fim dos tempos, é lindo de se ver, claro que há o trabalho de seus laboratoristas, porém temos nossos photoshops e não vi ninguém fazer nada parecido.

esl02esl03salgado05salgado03

http://www.netmovies.com.br/filmes/eu-sou-a-lenda.html

Retratos de Uma Obsessão

01

Nossa exposição vai muito além do que imaginamos, e qualquer tipo de exposição pode gerar reações em quem nos observa claro, essa reação do filme vai muito além do nosso “comum”, porém, lembrar que estamos sendo olhados e a partir disso geram-se opiniões, queixas, indagações em pessoas que mal sabemos o nome.

Imagine o porteiro do seu prédio, além de conhecer seus horários, saber qual é sua TV a cabo, sua operadora de telefone, suas multas, ele te observa subindo no elevador, saindo do seu carro, carregando suas malas, acredite, ele tem uma opinião sobre você.

Incrível, porém em quantos lugares passamos e deixamos alguma impressão a alguém… Isso não acaba por aqui

Estou postando algumas cenas incríveis, porém adorei a do carro, onde Sy esta vendado por suas emoções.

02030405

http://www.netmovies.com.br/filmes/retratos-de-uma-obsessao.html

Closer – Damien Rice

closer

Foi um dos filmes que eu assisti mais de uma vez no primeiro dia, mas nunca me contentei com o final, sempre acreditei que esse filme teria mais do que esse simples fim.

Comecei a assistir mensalmente ao filme, porém chegou uma hora que cansei, não havia mais o que ver desse filme e em fevereiro desse ano fui ao show do Damien Rice, incrivelmente as histórias de vida dele são empolgantes e hoje, meses depois do show, assisti novamente o filme e agora achei o que eu procurar.

O quanto é difícil a nossa relação individual e com as outras pessoas e essa maldita verdade, nem sempre ela é a solução, não por que mentir seja melhor, mas fazer o que você desejar, isso é a real verdade.

Como referência, foi uma ótima experiência para mim, entender que as coisas levam anos para acontecer e mais que isso, precisamos as vezes de novas experiências para entender algo tão simples quanto um filme

Quanto a luz, enquadramento e outros: esqueça, o filme é muito simples, é para nos levar ao comum, ao diário de nossas relações.

Porém, grandes atores e em especial, Julia Roberts me mostrando mais uma forma de direção de modelo, incrível.

http://www.netmovies.com.br/filmes/closer-perto-demais.html

Annie Leibovitz

george clooney_by annie leibovitzannie

Que fotografa, que forma intensa de se trabalhar, sua trajetória é única, esse documentário sobre Annie Leibovitz é espetacular, essencial para todos que gostam de fotografia ou qualquer outra arte.

Sempre é muito interessante ver como os grandes fotógrafos trabalham e isso nos mostra seus diferenciais, afinal por que Leibovitz é Leibovitz?

Muito me surpreendeu sua facilidade de fotografar a morte, normalmente nesses momentos evito qualquer tipo de registro, isso mostra sua entrega a fotografia, uma frase muito interessante é que o maior relacionamento de sua vida é seu trabalho.

Agora, antes dos preconceitos aparecerem, tirem de toda e qualquer frase sobre ela o Mas, ela é uma puta fotografa.

http://www.netmovies.com.br/filmes/annie-leibovitz-a-vida-atraves-das-lentes.html

Baraka

baraka2

Baraka, um filme experimental de 1992, a essência do filmes é mostrar o tempo, espaço e cultura humana, nos aproximando de qualquer ser humano desse planeta.

O quanto interessante é ver, como somos todos muito parecidos e toda essa revelação é feita a partir das coisas mais simples e corriqueiras.

Já a contribuição para a fotografia é enorme, a diminuição da velocidade nos mostra quanto infinito são as possibilidades para se fotografar, pensando primeiro no tempo e no espaço, isso já nos abre muitas opções para nossos clicks, agora se somarmos toda a cultura humana que inclui nossa terra e animais, é impossível de se dizer que tudo já foi fotografado.

Grande destaque para os retratos, incríveis e nessa velocidade são lindas fotografias, outra grande dica a partir do filmes é fotografar com música nos ouvidos, isso nos revela outro mundo, claro, ouvir o ambiente é outra grande possibilidade.

http://www.spiritofbaraka.com/